quarta-feira, 20 de julho de 2011

O primeiro livro


A vida de um homem tem um novo início a partir da abertura dos seus olhos em plena cegueira que perdura por longos caminhos em que sua visão nada alcançava além de obviedades presas por suas limitações ante o desespero da perda de tudo: de tempo, de lugar, de nome. A luta do personagem, narrador deste livro, se dará pelo decorrer da sua busca pelo que emerge em pedaços de recordações, mistura de pesadelos e a sua realidade enfadonha, carregada de fardos que parecem não ter fim. Os dias de luz se foram; os filhos da noite se manifestaram e dominaram todos os cantos das noites profundas que perduraram até a última gota de sangue maldita ser derramada.

2 comentários:

  1. Amigos um belo dia do amigo pra vcs... na musica do milton nascimento e fernando brant a belíssima _Canção da América_, nada pode representar melhor um amigo e a sua importância...



    Canção da América



    Amigo é coisa pra se guardar

    Debaixo de sete chaves,

    Dentro do coração,

    assim falava a canção que na América ouvi,

    mas quem cantava chorou ao ver o seu amigo partir,

    mas quem ficou, no pensamento voou,

    com seu canto que o outro lembrou

    E quem voou no pensamento ficou,

    com a lembrança que o outro cantou.

    Amigo é coisa para se guardar

    No lado esquerdo do peito,

    mesmo que o tempo e a distância, digam não,

    mesmo esquecendo a canção.

    O que importa é ouvir a voz que vem do coração.

    Pois, seja o que vier,

    venha o que vier

    Qualquer dia amigo eu volto a te encontrar

    Qualquer dia amigo, a gente vai se encontrar.



    depois disso é esperar que nossos corações emocionem-se com nossas amizades como emocionamo-nos qdo ouvimos esta declaração de amor, tão maravilhosamente interpretada na voz do meu querido milton nascimento.



    e esperar que cada um de nós escute o que fala o nosso coração...ate pq tudo que eu queria dizer eles já falaram, faço minha a voz deste gigante da nossa musica.

    ResponderExcluir
  2. Amizade, a forma mais sublime de amor, na visáo de Zulma Reyo. E na minha também.
    Agradeço por ter visitado o Divan, e me coloco aqui ao pé de A dádiva da escuridáo,
    para sentir o aroma dos amigos da alma.

    um grande abraço,

    carmen

    ResponderExcluir